VIDRARIAS DE LABORATORIO PDF

Curitiba 1. Introduo A qumica uma cincia experimental e se ocupa especialmente das transformaes das substncias, de sua composio e das relaes entre estrutura e reatividade. Os princpios fundamentais em que a qumica se apoia so baseados em fatos experimentais e a execuo de qualquer tarefa num Laboratrio de Qumica envolve geralmente uma variedade de equipamentos que devem ser empregados de modo adequado, para evitar danos materiais e pessoais, razo pela qual o estudante deve dedicar grande parte de seu esforo de aprendizagem a aperfeioar-se em mtodos de execuo de trabalho experimental, e para isso, fundamental que possua noes quanto a escolha de um determinado aparelho, vidraria ou material dependendo dos objetivos e das condies em que o experimento ser executado, bem como da maneira como dever ser utilizada as vidrarias e [1] equipamentos, devendo o experimentador fazer a associao entre equipamentos e finalidade. Objetivos Adquirir conhecimento bsico a respeito dos riscos e cuidados que devem ser tomados em um laboratrio de Qumica Orgnica e familiariza-se com os equipamentos, vidrarias e materiais de uso mais frequente no laboratrio que, por sua vez, sero utilizados nas aulas prticas da disciplina. Parte Experimental 3. Procedimento Experimental Recapitulou-se as normas bsicas e essenciais de segurana no laboratrio.

Author:Arakree Faubar
Country:Chad
Language:English (Spanish)
Genre:Automotive
Published (Last):26 June 2017
Pages:193
PDF File Size:2.33 Mb
ePub File Size:5.95 Mb
ISBN:276-6-83214-795-3
Downloads:95039
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Dijind



OBJETIVOS Adquirir conhecimento bsico sobre o manuseio de vidrarias e equipamentos de um laboratrio de qumica, que uma aprendizagem fundamental para que o estudante tenha um bom desempenho na execuo de futuras atividades prticas. Os princpios fundamentais em que a qumica se apia so baseados em fatos experimentais, razo pela qual o estudante deve dedicar grande parte de seu esforo de aprendizagem a aperfeioar-se em mtodos de execuo de trabalho experimental, e para isso, fundamental que possua noes de como utilizar vidrarias e equipamentos em um laboratrio de qumica.

Os laboratrios, tanto de Qumica quanto de Fsica e Biologia, fazem uso de vrios instrumentos, so chamados de vidrarias e equipamentos. As vidrarias so, em sua maioria, instrumentos de vidro cristal ou temperado, para que as medidas sejam precisas e o recipiente no reaja com a substncia contida nele. Entretanto, elas devem ser tratadas com o maior cuidado possvel, principalmente porque o vidro utilizado nelas mais trabalhado que os de outros vidros quaisquer, assim sendo mais caros, obviamente.

Os materiais de metal podem servir para suporte e manuseamento das vidrarias. Existem tambm materiais de porcelana, de borracha ou plstico e materiais que so fontes de aquecimento. Tambm pode ser aquecido utilizando o bico de Bunsen em conjunto com a tela de amianto.

Ela graduada em dcimos de milmetro e muito utilizada em titulaes. ERLENMEYER: Tem as mesmas finalidades que o bquer, fazer titulaes, aquecer lquidos e dissolver substncias, dentre outras, mas tem a vantagem de permitir a agitao manual o seu afunilamento em cima anula o risco de perda de material.

Os mais comuns so os de Liebig, como o da figura. Mede um nico volume, o que caracteriza sua preciso. Mede volumes variveis e no pode ser aquecida. O filtro deve ser utilizado no funil comum. Serve para calcinao aquecimento a seco e muito intenso de substncias. Poder ser colocado em contato direto com a chama do bico de Bunsen. Suporta altas temperaturas, dependendo do material que foi feito. Para aquec-lo, use trip com tela de amianto. Sua sada lateral se conecta a uma trompa de vcuo.

Sua atmosfera interna deve conter baixo teor de umidade, para isso, em seu interior so colocados agentes secantes, como slica gel.

Utilizado tambm em reaes com desprendimentos gasosos. Pode ser aquecido sobre o trip com tela de amianto. Deve ser utilizada junto ao trip de ferro. TRIP: Serve de base para outro instrumento, como a tela de amianto. Ela tambm serve para atirar jatos da substncia contida na prpria. Ele pode segurar, por exemplo, a bureta ou o funil de bromo.

Ela feita de vidro para no causar uma reao qumica na substncia em questo. No devem ser utilizadas substncias inflamveis. CAPELA: Local adequado para o manuseio de reagentes txicos que desprendam gases, para determinadas reaes qumicas que tambm venham a apresentar desprendimento de gases txicos ou ainda risco de exploso. Esta a forma mais comum e segura de aquecimento em um laboratrio de qumica, atualmente.

Ela tambm pode ser utilizada para o agitamento de solues, aquecidas ou no. Balanas semi-analticas so tambm usadas para medidas nas quais a necessidade de resultados confiveis no crtica. Interliga peas como bales, condensadores, erlenmeyers, etc. MANTA: Equipamento usado juntamente com um balo de fundo redondo; uma fonte de calor que pode ser regulada quanto temperatura. CONCLUSO: As informaes sobre vidrarias e equipamentos so de suma importncia para fornecer ao estudante um conhecimento bsico que certamente influenciar nos mtodos experimentais de cada atividade prtica.

Sem as vidrarias e equipamentos, os laboratrios seriam de pouca serventia, portanto essencial ter um apanhado geral sobre os principais instrumentos, sabendo para que servem e como utiliz-los. Tendo aprendido este contedo, o estudante estar preparado para aproveitar muito melhor o curso, compreendendo melhor a qumica. Fundamentos de Qumica Experimental. So Paulo: Edusp,

COMPLETE CHESS STRATEGY PACHMAN PDF

lavadora de vidrarias de laboratorio

.

EMMA SERL PRIMARY LANGUAGE LESSONS PDF

Materiais de laboratório

.

HARALAMBOS SOCIOLOGIJA TEME PERSPEKTIVE PDF

Vidrarias de Laboratório

.

JEAN ETIENNE DOMINIQUE ESQUIROL PDF

vidrarias de laboratorio

.

Related Articles